sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Gestão do Conhecimento - Riqueza do Conhecimento

INTRODUÇÃO
 

Em um cenário altamente competitivo, se faz necessário a utilização de mecanismos para inovação. Neste artigo venho falar de uma importante ferramenta de estratégia organizacional, a Gestão do Conhecimento, no qual as organizações criam riquezas a partir do seu conhecimento.

Gerenciar conhecimento vai muito além de investimentos em tecnologia da informação, transformar esse conhecimento em valor se torna um dos maiores desafios para as organizações. 

Segundo o Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 55% da riqueza mundial vem do conhecimento e dos denominados bens ou produtos intangíveis, tais como música, arte, softwares e etc.

TIPOS DE CONHECIMENTO
  • Tácito, conhecimentos inerentes às pessoas, adquiridos através da vivência e da experiência. Difícil de ser mensurado e compartilhado;

  • Explícito, conhecimentos estruturados em linguagem formal encontrado em documentos, manuais, políticas e normas de procedimentos. Sendo mais fácil de ser compartilhado;

CAPITAIS DO CONHECIMENTO
  • Capital Intelectual, capacidade, habilidade e experiência, quanto ao conhecimento formal das pessoas que integram uma organização;
  • Capital Ambiental, representado por fatores culturais, aspectos legais, governamentais e financeiros;
  • Capital  Estrutural, constituido pela infra-estrutura e representado por tudo aquilo que faz a empresa funcionar;
  • Capital de Relacionamento, representa a rede de relacionamentos de uma organização com clientes, fornecedores e parceiros, que se comunica por meio de ligações dinâmicas as quais desejam trocar conhecimentos e valor.
 

BENEFÍCIOS

  • Aprender com a experiência, não repetir os erros;
  • Mapear as habilidades dos profissionais de forma a melhorar o desempenho da organização;
  • Estimular os colaboradores a compartilharem seu capital intelectual;
  • Facilitar o compartilhamento do conhecimento;
  • Registrar as boas práticas desenvolvidas pela organização;
  • Aumentar a velocidade na tomada de decisões;


CONCLUSÃO

Gestão do conhecimento significa organizar e sistematizar a capacidade de captar, formatar, armazenar, distribuir informação, neste sentido ela se trata mais de uma ferramenta estratégica gerencial do que uma ferramenta tecnológica. 

Gerar riqueza a partir do conhecimento não é uma tarefa fácil, grande parte dos colaboradores acha que partilhar o conhecimento significa perder a propriedade intelectual de suas ideias, nestes casos peça apoio do RH pois será preciso fazer o processo de mobilização.

Contribua com comentários e compartilhe este artigo com seus amigos, familiares, colegas de trabalho e conhecidos.